A decisão de escolher um escritório de advocacia deve ser feita com muito cuidado. Isso porque essa parceria pode significar ter uma experiência satisfatória enquanto cliente.

Desse modo, é importante pesquisar por várias opções, conversar com todas e se decidir com base na segurança e conhecimento que elas transparecem.

Ao agir desse jeito, as chances de contratar um serviço de qualidade questionável e que não atenda às expectativas são menores.

Pensando nisso, preparamos 5 dicas para ajudá-lo a fazer uma boa escolha. Acompanhe este post e saiba quais são!

1. Encontre um escritório com especialistas na área de sua demanda

Quando contratamos qualquer tipo de serviço, é importante escolher um profissional que realmente entenda do assunto. Isso significa ter alguém com conhecimento e bagagem suficiente para oferecer um resultado compatível com as nossas expectativas.

No Direito é a mesma coisa. Como é uma área do conhecimento cheia de ramificações, existem legislações e tribunais específicos para cada uma delas: civil, imobiliário, trabalhista, previdenciário, penal, entre outras.

Dessa forma, é natural que um especialista em Direito Civil entenda mais do que um advogado sem essa especialização. Isso porque ele lida com casos que envolvem esse assunto, está sempre em contato com a legislação, com os tribunais e compreende a dinâmica dos processos dessa área.

Esse tipo de vivência pode aumentar as chances de sucesso e ser determinante para que os nossos interesses estejam bem representados.

2. Leve em consideração indicações e referências pessoais

O nosso círculo de amizades é um bom começo para encontrar advogados de qualidade. Por meio dele podemos conversar com amigos e coletar informações sobre alguns escritórios e saber de antemão qual o tipo de tratamento foi oferecido quando eles precisaram dos serviços.

Além disso, sempre vale a pena pedir indicações na área de nossa demanda a amigos advogados. Como eles atuam no ramo, certamente sabem de boas referências e conhecem a reputação e o tipo de serviço oferecido pelos seus colegas de profissão.

Mesmo assim, a decisão final cabe apenas à própria pessoa. Se não estiver confortável com as opções oferecidas pelos colegas, procure uma alternativa. É essencial que seja um escritório com o qual você mantenha boa relação e se sinta seguro.

3. Conheça o escritório pessoalmente antes de fechar a parceria

Antes de escolher um escritório de advocacia, é importante visitá-lo pessoalmente e ter uma boa conversa com os advogados. Neste momento, fale sobre suas demandas e tente perceber o nível de conhecimento que eles têm sobre o assunto.

Tire todas as dúvidas e expresse suas necessidades e expectativas. É essencial que eles estejam dispostos a trabalhar alinhados a elas.

É importante, também, conhecer os outros setores e os colaboradores do escritório. Todas as pessoas que trabalham lá podem influenciar no andamento dos seus processos: recepcionista, estagiários, advogados.

Você deve sentir que toda equipe é competente e capaz de atendê-lo com excelência.

4. Saiba se os funcionários são acessíveis

Existem assuntos que podemos tratar com um estagiário, outros com a recepção, mas, em alguns casos, queremos falar diretamente com o advogado principal. Sendo assim, entenda como costuma ser a disponibilidade de todos os funcionários.

Procure saber também quais os canais de comunicação (telefone, whatsapp, e-mail, entre outros) oferecidos pelo escritório. É essencial que os funcionários se coloquem à disposição para atender às suas preocupações no tempo que você precisa.

5. Avalie o fator estratégico da assessoria jurídica

Segurança e tranquilidade são fatores determinantes para o bem-estar de todos, desde o dono do negócio aos funcionários. Nesse sentido, contar com uma assessoria jurídica competente é um diferencial para o empreendedor.

Isso porque é um serviço estratégico e que proporciona respaldo jurídico para que a tomada de decisão seja sempre acertada. Tudo acontece dentro da legalidade e com o planejamento necessário.

Como se percebe, escolher um escritório de advocacia para trabalhar com você é uma decisão muito importante. São pessoas a quem você encarrega a função de zelar pelos seus interesses. Por isso, deve ser tomada com muito critério.

Você gostou das dicas deste texto? Então siga nossas páginas nas redes sociais, assim você não perde nenhuma novidade. Estamos no Facebook e no LinkedIn!